Saiba porque a expectativa de vida do brasileiro vem crescendo

Saneamento básico, avanços das técnicas e tecnologias da medicina e o maior acesso à saúde e à informação são alguns fatores que contribuem para elevar a qualidade de vida

Desde 1940, a expectativa de vida do brasileiro vem crescendo, fato que pode ser justificado por questões como queda da mortalidade, o desenvolvimento da saúde e da medicina, a melhoria das condições de saneamento básico e coleta de lixo. “Entre elas estão o crescente acesso a elementos primordiais para uma maior qualidade de vida, como o saneamento básico e a coleta do lixo, assim como os avanços das técnicas e tecnologias da medicina, e o maior acesso à saúde e à informação”, afirma o cardiologista e geriatra Diogo Umann.

Ainda segundo o médico, hoje, as pessoas procuram novas formas de cuidados da saúde. “A sociedade tem mais consciência e maior interesse em aprender e procurar desenvolver hábitos de vida mais saudáveis, assim como está mais consciente das consequências que os maus hábitos podem trazer para a saúde”, explica.

Ainda segundo o médico, hoje, as pessoas procuram novas formas de cuidados da saúde. “A sociedade tem mais consciência e maior interesse em aprender e procurar desenvolver hábitos de vida mais saudáveis, assim como está mais consciente das consequências que os maus hábitos podem trazer para a saúde”, explica.

Segundo o IBGE, a alta representa mais de três meses e quatro dias em comparação com a expectativa de vida observada em 2017, que era de 76 anos.

Para que a expectativa de vida continue crescendo, é importante adotar certos hábitos e abandonar aquilo que pode ser prejudicial à saúde. “Os principais são a prática regular de atividade física, alimentação saudável e equilibrada e o abandono ou, pelo menos, a redução de vícios e hábitos nocivos, como o tabagismo, ingestão de bebidas alcoólicas etc. Também são muito importantes as consultas médicas e exames, periodicamente, para um checape, assim como é importante procurar o auxílio médico sempre que houver qualquer sinal de que algo não vai bem com o corpo”, analisa Diogo.

Dica do especialista

“Caso a pessoa não tenha um estilo de vida saudável, recomendo que ela procure um profissional da saúde para ter orientações e ajuda para modificar seus hábitos da forma correta, respeitando sua individualidade e seus objetivos. É importantíssimo que a pessoa encontre alguma atividade física que goste e que consiga manter com frequência, nem que seja uma breve caminhada na avenida todos os dias. O importante é se movimentar. A boa alimentação também é essencial. Ter uma dieta rica em proteínas, legumes e verduras, e pobre em açúcar e gorduras artificiais contribui para uma melhor qualidade de vida. É preciso também acompanhamento com um médico de sua confiança para fazer checape pelo menos uma vez por ano. Assim, a pessoa terá melhor qualidade de vida, não só agora, mas também no futuro. O importante é que não deixe para cuidar da saúde apenas quando não estiver se sentindo 100%. A prevenção é a melhor opção”, afirma Diogo Umann.

* Estagiária sob a supervisão da subeditora Elizabeth Colares

Fonte: https://www.em.com.br/app/noticia/bem-viver/2019/11/30/interna_bem_viver,1104760/saiba-porque-a-expectativa-de-vida-do-brasileiro-vem-crescendo.shtml

Fale Conosco        (31) 4042-1441

×